21.3.07

Primavera: escultura



E esta primavera é de que escultor?

6 comentários:

allaboutheforest disse...

é medieval e do norte da europa, certo?

quem? disse...

é românico e do pontapé da europa..

allaboutheforest disse...

Benedetto Antelami.

Confesso que esta resposta me deu um especial gozo responder, até porque dispendi pelo menos uma hora a tentar encontrar o nome do escultor. É óbvio que se trata de uma obra medieval; também é obvio que tem uma clara influência bizantina. O que não é óbvio é que seja mesmo italiana. Assim, sem qualquer enquadramento estrutural ou arquitectónico, torna-se difícil perceber se se trata de uma obra referente à igreja católica apostólica de Roma ou à igreja protestante do norte da Europa. Contudo, claro, só pode estar ligada a uma corrente religiosa. Nem pelo drapeado do panejamento ou o tratamento do cabelo se consegue ir lá, uma vez que estes códigos vão ser enfatizados até meados do séc. XV em Itália e até ao séc. XVI em Portugal (apenas para citar dois exemplos). Ainda a grinalda de flores, que para o cristianismo está directamente relacionada com o mundo mariano, me levou a crer poder tratar-se de uma realidade mais pagã - mais contra a corrente instalada em Roma.

Para complicar tudo, contam-se pelos dedos das duas mãos o nome dos escultores, arquitectos ou mestres de obras do período medieval. Tratando-se de trabalhos manuais, não era reconhecida importância aos seus autores. Apenas a partir do final da idade média, portanto do gótico, essa informação passa a ser registada e os seus executores respeitados.

Obrigado por me teres colocado este desafio.

quem? disse...

bem...parece que a primavera chegou, viu e venceu!
Por teres respondido certo 1 ponto e por teres sido tão simpático outro e eu ainda devia ganahr um extra pelas perguntas fantásticas que descubro...ehehhe

2 primaveras para allabout

carlopod disse...

uau! que lição!!!!

allaboutheforest disse...

pois. esta questão foi mesmo retirada do baú das "cousas antiquas". confesso que me deu um especial gozo responder. tive que me conter para não deixar aqui um testamento que não interessaria a ninguém.