7.12.06

Terror: Serial Killer


Filho de uma família tradicional e fundamentalista, tinha em jovem o hobby de empalar cabeças de animais. Quando cresceu, não teve grandes melhoras. Atacava em bares gays, onde oferecia a jovens homo e bissexuais dinheiro para eles posarem em sessões fotográficas ou para verem vídeos e tomarem um copo em casa dele. Depois drogava-os, antes de os estrangular ou esfaquear até à morte. Não contente, tinha depois sexo anal com os cadáveres, desmembrando-os de seguida. As cabeças e os órgãos genitais das vítimas eram mantidas como troféus. Gostava de homens musculados: os bíceps e outros músculos eram congelados para irem depois sendo consumidos ("sabem a bife" - disse em tribunal). Às vezes não os matava logo: fazia-lhes lobotomias e depois ía deixando cair ácido para dentro do crânio das vítimas. Alguns viviam como zombies durante vários dias, segundo ele.

Como podem calcular, teve pena pesada. Na prisão, tornou-se cada vez mais religioso e declarou-se um "cristão renascido". Acabou por ser assassinado por um outro preso e o seu cérebro foi aproveitado para estudos por um grupo de cientistas. Foi cremado e as suas cinzas ficaram metade prara a mãe e metade para o pai e a madrasta.

Não é feio. Não sei quantos de vós não aceitaria ir tomar o tal copo...

Com quem?

4 comentários:

Quem? disse...

JEFFREY DAHMER

carlopod disse...

oh yeah! com maiúsculas e tudo!
diz lá se - à falta do brad pitt, que nem te liga nenhuma - este não marchava também?

Quem? disse...

acho que ele é que não me marchava...lol

carlopod disse...

é a tua sorte!